segunda-feira, 4 de junho de 2007

Opiniões sobre o trabalho infantil



“A etapa da infância está destinada à aprendizagem e não à produção, muito menos à produção de subsistência, pela qual a criança deve autoprover o seu sustento e o de sua família”. (coordenador de projetos do Programa Internacional de Erradicação do Trabalho Infantil – Renato J. Mendes)
Fonte: portaldovoluntario.org.br


“É muito difícil fiscalizar e identificar esses menores trabalhadores porque muitas vezes estão trabalhando em casa, para a própria família”.(secretária executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil – Isa Maria de Oliveira)Fonte: contasabertas.uol.com.br


“O problema não se explica apenas pela pobreza. O factor cultural aumenta o drama e torna-o invisível para uma sociedade que o aceita como parte da formação e do desenvolvimento de aptidões para a vida adulta”.(diretor da organização não governamental Casa Aliança, que defende os direitos da criança – Bruce Harris) Fonte: apagina.pt/arquivo/Artigo.asp?ID=3385


Nosso próximo assunto – Programas, Ongs, campanhas para combater o trabalho infantil

2 comentários:

Anônimo disse...

A infância é a fase mais importante de nossa vida, nosso cérebro está em fase de formação e o aprendizado que recebemos nos guiará por toda vida. Oxalá se toda criança pudesse viver essa fase: da inocência, do colo, do choro, do brinquedo, das cantigas de ninar...

Bjs, Carmen.

Anônimo disse...

É notório que o "trabalho infantil" é um verdadeiro atentado aos direitos da criança. Por conseguinte, o direito à vida digna (alimentação saudável, lar confortável, carinho e proteção dos pais, brinquedos, roupas e calçados decentes etc.) ao lazer, à educação e muito mais, é uma realidade que existe, infelizmente, para número reduzido de crianças. Nascidas num país onde as desigualdades sociais preponderam de forma expressiva, integram o chamado "grupo de privilegiados financeiramente", não obstante os esforços governamentais para diminuir as diferenças. Acontece que a responsabilidade para que as transformações sejam implementadas não cabe exclusivamente ao Governo (incluindo União, Estados, Municípios e Distrito Federal) ou às entidades assistenciais. É preciso salientar que a moderna administração pública é dividida, hoje em dia, com a população de um modo geral. Assim, todos somos responsáveis. A conscientização é o primeiro passo. Vamos à luta para que o "trabalho infantil" seja extirpado do Brasil, a fim de que, num futuro não muito distante, possamos mudar o comentário aqui inserido, afirmando: "agora toda criança está vivendo a fase 'da inocência, do colo, do choro, do brinquedo, das cantigas de ninar...', do tempo disponível dedicado às travessuras e diversões próprias da idade."
E que todos digam "Amém"!
10.06.2007 - Miro